Centros Lúdicos Espaços

Escolas primárias recuperadas, dez comunidades abrangidas e mais de 300 utentes JÁ BENEFICIAM DO PROJETO DOS CENTROS LÚDICOS

Há quase uma década, o Concelho de Sernancelhe iniciou uma ação social determinada e atuante em praticamente todo o território. Percebendo a necessidade de levar atividades regulares às pessoas, em especial às mais idosas, nas suas comunidades, criou programas específicos que procuravam a promoção da qualidade de vida, o bem-estar, o convívio e o intercâmbio.

Inicialmente as ações, levadas a cabo pelos técnicos do Município, decorriam nos espaços das juntas de freguesia e, nalgumas localidades, em estreita parceria com os centros sociais e paroquiais, como sucedia com a freguesia de Lamosa.

No ano 2006, com o encerramento de 17 das 21 escolas primárias em todo o Concelho, o Município ficou com o encargo dos edifícios escolares e viu neles espaços de excelência para acolherem centros de convívio e recriação. Nasciam os Centros Lúdicos.

O primeiro a ganhar as condições para receber atividades regulares foi o Centro Social e Recreativo da Tabosa da Cunha, inaugurado em 2009, uma construção e raiz no lugar mais central da localidade.

Seguiu-se, em 2010, a inauguração da antiga escola primária da Sarzeda, efetivamente a primeira escola do conjunto das 17 a ser adaptada para receber a função de espaço lúdico.

Entretanto, no ano 2011, com a entrada em cena do Contrato Local de Desenvolvimento Social (CLDS), que perdurou até 2013, o Concelho conheceu o maior impulso social de que há memória, tendo este projeto levado por diante atividades regulares de sentido lúdico, desportivo, cultural e que deixou marcas em todas as comunidades. Em complemento, desencadeou uma vertente formativa que englobou centenas de pessoas, como o projeto informatizar, as ações de sensibilização sobre temas como segurança, o projeto intergeracional crescer com a música, atividades regulares de recriação de tradições, tendo feito saltar para o calendário municipal de eventos o desfile de Carnaval e o São João.

Com esta dinâmica em curso, no ano 2012 seriam intervencionadas duas antigas escolas primárias: Cunha e Granjal. Ambas vieram servir as respetivas comunidades, valorizaram o património e acolheram os centros lúdicos, definindo-se como espaços de convívio.

Em 2013 seria inaugurado Centro Lúdico de Penso, outra escola recuperada. Entretanto, a Vila da Ponte realizava obras de melhoramento na sede da junta, adaptando o antigo posto médico para espaço de convívio.

Também em 2013, aderiram à rede de Centros Lúdicos do Seixo, servindo a sua escola primária de espaço de acolhimento. A Vila de Sernancelhe aderiria também com um grupo numeroso, decorrendo as atividades no Centro de Artes.

Chosendo aderiu às atividades dos Centros Lúdicos em 2015, utilizando o edifício da junta de freguesia para desenvolver as diversas ações. A requalificação da escola está prevista para breve.
 

logos clds3g f