Sernancelhe, Moimenta da Beira e Vila Nova de Paiva trouxeram a alma das “Terras do Demo” ao Mercado de Alvalade, em Lisboa

Sernancelhe, Moimenta da Beira e Vila Nova de Paiva trouxeram a alma das “Terras do Demo” ao Mercado de Alvalade, em Lisboa

No âmbito do centenário da obra “Terras do Demo”, de Aquilino Ribeiro, os municípios de Sernancelhe, Moimenta da Beira e Vila Nova de Paiva vieram à Capital, mais exatamente ao icónico Mercado de Alvalade, e mostraram os produtos que identificam região. Fumeiro, mel, queijo, castanha, maçã, espumantes, azeite, licores e uma variedade assinalável de produtos de grande qualidade foram expostos, degustados e muitos lisboetas quiseram levar para casa os sabores e os cheiros das terras de Aquilino Ribeiro.

Três municípios, liderados pela pena de Mestre Aquilino, empenhados na valorização da marca Terras do Demo, exemplificaram que é possível trazer o campo à cidade, valorizar o trabalho, a arte e o engenho das gentes do interior e, no fundo, demonstraram que a alma que Aquilino deu a estas Terras do Demo permanece bem viva. Dá-la a conhecer ao País é a missão que nos cabe.

Com a comitiva do município de Sernancelhe veio a Frusantos, um empresa de referência na comercialização da castanha em Portugal e no Mundo, que trouxe ao Mercado de Alvalade a castanha, os frutos secos e o azeite, produtos que a diferenciam. Com sede em Ferreirim, Sernancelhe, a Frusantos tem uma base logística em Samora Correia, Benavente, a partir de onde opera a distribuição de produtos para o sul do País.