“Terras do Demo”, de Aquilino Ribeiro, faz 100 anos

“Terras do Demo”, de Aquilino Ribeiro, faz 100 anos. Moimenta da Beira, Sernancelhe, Vila Nova de Paiva e Bertrand Editora juntam-se para reeditarem a obra

No ano em que a obra “Terras do Demo”, de Aquilino Ribeiro, faz 100 anos, os municípios de Moimenta da Beira, Sernancelhe e Vila Nova de Paiva juntam-se à Bertrand Editora e reeditam a obra, que recupera para a capa a pintura de Abel Manta. A apresentação, que decorrerá no dia 11 de maio, às 17h30, na Fundação Aquilino Ribeiro, em Soutosa, Moimenta da Beira, será o primeiro momento comemorativo do centenário do livro. Durante o mês de maio e junho vai ser cumprido um programa de iniciativas, que se inicia nas “Terras do Demo” e terá continuidade em Lisboa e Aveiro, e do qual se dará conhecimento em breve.

Dando continuidade ao projeto de colaboração dos municípios de Moimenta da Beira, Sernancelhe e Vila Nova de Paiva com a Bertrand Editora, que permitiu, nos últimos anos, reeditar obras de Aquilino Ribeiro como “Cinco Réis de Gente”, “O Homem da Nave” e “Malhadinhas”, no dia 11 de maio concretiza-se mais um momento histórico de valorização e promoção da obra literária do Mestre das letras portuguesas, com a reedição de “Terras do Demo”.

Na casa do escritor, na Fundação Aquilino Ribeiro, a apresentação da reedição terá como protagonistas João Soares, ex-ministro da Cultura, Ana Isabel Queiroz, professora da Universidade de Lisboa, investigadora do Instituto de História Contemporânea, que prefaciou esta edição de “Terras do Demo”, Aquilino Machado, neto do escritor, Eduardo Boavida, diretor da Bertrand Editora e os três presidentes das autarquias, José Eduardo Ferreira (Moimenta da Beira), Carlos Silva Santiago (Sernancelhe) e José Morgado (Vila Nova de Paiva).