falgaros

Os fálgaros da Tabosa do Carregal são uma iguaria que desperta crescente curiosidade em todo o país.

Sabe-se muito pouco da origem da palavra "fálgaro" mas a história e os anciãos daquela localidade confirmam que o bolo nasceu no interior do Convento de Nossa Senhora da Assunção, mosteiro que ficou conhecido pela ligação a Cister. Mas foi graças à sensibilidade do executivo do Carregal, presidido por Vítor Rebelo, que os fálgaros ganharam lugar no roteiro da doçaria nacional e, agora, também a Rua Direita, dirigida por Paulo Neto, veio ver como se faz e quem faz este bolo conventual.

Nesse mesmo dia 2 de novembro, os jornalistas da Fugas, revista do jornal Público, estavam também em Sernancelhe para conhecer os Fálgaros, as Cavacas de Freixinho e as Queijadas de Castanha.

Aqui fica a reportagem da Rua Direita, condimentada com uma entrevista ao presidente da junta de freguesia de Carregal Vitor Rebelo.

 

Link da reportagem da Rua Direita: http://www.ruadireita.pt/ultima-hora/autarcas-do-seculo-xxi-vitor-rebelo-e-a-junta-do-carregal-tabosa-e-aldeia-de-so-estevao-20479.html