Miguel Gameiro/Pólo Norte, Mara Pedro, Patrícia Teixeira e Nuno Norte na edição deste ano do SER+Cultura

Sernancelhe organizou, nos dias 7, 8 e 9 de julho, o festival de cultura SER+CULTURA, evento que aconteceu no Centro Histórico da Vila, e cujo cartaz apresentou, este ano, nomes de artistas nacionais como Miguel Gameiro e Pólo Norte, a fadista Mara Pedro, Patrícia Teixeira, finalista do The Voice Portugal, e ainda Nuno Norte, vencedor da 1ª edição do Ídolos. De resto, este festival de cultura manteve o alinhamento das anteriores edições, não faltando a componente desportiva e solidária com a caminhada e trail solidário pelo “castanheiro em flor”, em colaboração com a Liga Portuguesa Contra o Cancro. Novidade mesmo foi a presença da RTP, na manhã de 7 de julho, que transmitiu em direto para o programa  A Praça três reportagens sobre o evento, facto que muito concorreu para a promoção de Sernancelhe, em especial junto das comunidades emigrantes.

Durante três dias, subiram aos oito palcos do Centro Histórico da Vila de Sernancelhe artistas de todo o País, pintores, escultores, fotógrafos e músicos. Diversificar a oferta cultural, divulgar e promover o património concelhio, no caso os monumentos do Centro Histórico, como a Igreja Românica, o Pelourinho, o Solar dos Carvalhos e o Solar dos Condes da Lapa, bem como os equipamentos Auditório Municipal, Biblioteca e Museu Padre Cândido, foram os objetivos da iniciativa, que completou quatro edições.

Oito palcos receberam espetáculos ao longo dos três dias, sempre sem parar, com muitas opções culturais, ao gosto de cada pessoa, que assim teve oportunidade de escolher o espetáculo a que mais deseja assistir. De realçar que os espetáculos, todos gratuitos, tiveram um carácter rotativo entre os diversos palcos enumerados e foram complementados com apontamentos de espetáculos de rua que surgiram espontaneamente em alguns recantos estratégicos do centro histórico com o objetivo de interligar os diferentes palcos e ajudar no encaminhamento dos visitantes.

O artesanato e a gastronomia estiveram igualmente em destaque com barraquinhas estrategicamente colocadas perto aos palcos, e cuja exploração foi da responsabilidade de associações do Concelho. Mais de uma dezena de espaços representaram as artes e os ofícios do concelho e nas tasquinhas foi possível degustar a nossa gastronomia, com os sabores mais autênticos da Terra da Castanha.

Referir que durante os três dias do evento decorreu ainda uma Feira do Livro e estiveram em exposição a fotografia de Rui Lourosa e artistas da localidade francesa de Jacou geminada com Sernancelhe, a exposição de pintura de Fernando Martins, a escultura de Xico Lucena, José Manuel Justino, Rodinhas, Pedro Lacerda, Santinho e Mariline Ricardo, todos artistas do Concelho de Sernancelhe.

Na manhã de domingo, dia 9, ênfase para a Caminhada e Trail solidário, ação que pretendeu angariar verbas em favor da Liga Portuguesa Contra o Cancro e que, mais uma vez, agradou aos muitos participantes, a quem foi dada oportunidade de conhecerem um percurso de serra, por entre soutos de castanheiros.

Na reta final do certame Ser+Cultura, merece realce a mobilização protagonizada pelos Centros Lúdicos do Concelho, coordenados pelo CLDS – 3G Contrato Local de Desenvolvimento Social, que prepararam músicas tradicionais e interpretaram-nas em palco.