Professores das escolas do Concelho de Sernancelhe recebidos no Salão Nobre no arranque do ano letivo

Professores das escolas do Concelho recebidos no Salão Nobre no arranque do ano letivo

O Município de Sernancelhe cumpriu o ritual de receber, no Salão Nobre, os professores das escolas do Concelho no início do ano letivo. A manhã de 14 de setembro foi de boas-vindas e de mensagens de esperança no trabalho dos docentes e funcionários para que as instituições de ensino de Sernancelhe obtenham distinção pela qualidade e pelo relacionamento de proximidade com alunos e pais.

Ana Chaves, Diretora da Escola Profissional, responsável por uma instituição frequentada por 200 alunos de vários concelhos, falou da necessidade de as escolas terem de se “adaptar às realidades demográficas”, apontando como solução a aposta em formar “profissionais de qualidade, cidadãos exemplares”, para que no futuro esse reconhecimento seja a imagem de marca das escolas.

Carlos Rei, Diretor do Agrupamento de Escolas de Sernancelhe, reconheceu que todos os envolvidos na estrutura educativa que dirige estão empenhados em que o sucesso seja alcançado.

Com efeito, acrescentou, o desafio reside em aumentar “o interesse dos alunos e dos pais pela escola”, acreditando que no ano letivo que agora inicia essa vai ser a grande bandeira a prosseguir.

Revelando que o Agrupamento de Escolas vai ser internacionalizado com o programa ERASMUS, Carlos Rei vê nesta oportunidade uma porta estimulante para as crianças e jovens do concelho conhecerem outros países e interagirem com realidade diferentes.

Mudar mentalidades em relação à escola e assumir que “a escola é uma das grandes responsáveis por aquilo que esta terra será no futuro”, foram ideias de ação deixadas ainda por aquele responsável educativo.

Por seu turno, o Presidente da Câmara Municipal, Carlos Silva Santiago, lembrou que a escola e a educação são o exemplo de que hoje as fronteiras já não são o Concelho, a região ou o país. Reportando à internacionalização do Agrupamento de Escolas, o edil acredita que será uma motivação adicional para que os horizontes dos mais novos sejam mais latos.

Dirigindo-se aos professores disse que a classe docente é muitas vezes afetada na sua missão educativa porque todos os anos é apanhada no meio das indecisões e inconstâncias dos governos. “O dia em que a educação evoluir, em que as escolas competirem entre si pela qualidade, vamos notar as diferenças”, disse Carlos Silva Santiago, reconhecendo não ter dúvidas de que Sernancelhe conta com os melhores professores e as escolas dispõem dos melhores funcionários para o conseguir.

O desfio passa também, de acordo com o Presidente da Câmara, e em sintonia com o Diretor do Agrupamento, “por uma mudança de mentalidades, para que a escola tenha uma ação mais direta junto dos alunos e dos pais”. Dirigindo-se a Marco Pinto, da Associação de Pais, sugeriu que sejam realizadas ações de sensibilização e moralização dos pais e dos alunos para que essa escola do futuro chegue já este ano letivo.

A jornada de receção aos professores contou ainda com uma visita à Loja Interativa de Turismo, Museu Padre Cândido e Igreja de Sernancelhe.