Crianças do Concelho de Sernancelhe decoraram Laço azul para assinalar o mês da Prevenção dos Maus-Tratos na Infância

Crianças do Concelho de Sernancelhe decoraram Laço azul para assinalar o mês da Prevenção dos Maus-Tratos na Infância

O Contrato Local de Desenvolvimento Social (CLDS-3G), em parceria com a Comissão de Proteção de Crianças e Jovens (CPCJ), e com a colaboração da Biblioteca Municipal Abade Vasco Moreira, Câmara Municipal de Sernancelhe, Agrupamento de Escolas, Santa Casa da Misericórdia e Escola Profissional de Sernancelhe, assinalaram o mês da Prevenção dos Maus-Tratos na Infância, que se comemora em abril, com a decoração de um “Laço Azul” em frente ao edifício da Câmara Municipal. Cerca de duas centenas de crianças das escolas do Concelho participaram na comemoração.

Numa iniciativa que pretendeu alertar para a problemática da violência exercida sobre as crianças e jovens, em Sernancelhe foram precisamente as crianças as grandes protagonistas deste dia. Trajadas de acordo com personagens das histórias infantis, assistiram à leitura de uma dessas histórias, exibiram mensagens que aludem para os dez direitos das crianças, participaram na largada de balões e criaram corações com mensagem para enfeitar o Laço Azul.

Uma iniciativa simbólica, que ajudou a promover a consciencialização da importância dos direitos das crianças, bem como o trabalho que é a missão desenvolvida ao longo do ano, por várias instituições, em especial pelas Comissões de Proteção de Crianças e Jovens (CPCJ). Estas são instituições oficiais não judiciárias com autonomia funcional que visam promover os direitos das crianças e dos jovens e prevenir ou pôr termo a situações suscetíveis de afetar a sua segurança, saúde, formação, educação ou desenvolvimento integral (Lei n.º 147/99 de 1 de Setembro).

Com este evento o CLDS-3G - que desde a sua existência alia, de forma salutar, as gerações, conseguindo que as crianças interajam com os mais velhos – pretendeu assinalar, com brilho adicional, o mês da Prevenção dos Maus-Tratos na Infância. Como complemento, a Biblioteca Municipal associou-lhe a componente literária e de um concelho como Sernancelhe saiu um bom exemplo: aqui as crianças estão sempre primeiro.