Ser+Cultura, o Festival da Cultura no Centro Histórico de Sernancelhe

Ser+Cultura, o Festival da Cultura no Centro Histórico de Sernancelhe

Sernancelhe organizou, entre 8 e 10 de julho, a terceira edição do festival de cultura SER+CULTURA, evento que aconteceu no Centro Histórico da Vila, e cujo cartaz primou pela oferta diversificada de momentos, com espetáculos de música, teatro, exposições, desporto, literatura, multimédia e tasquinhas. Uma caminhada e trail solidário, em parceria com a Liga Portuguesa Contra o Cancro, a prova de canoagem integrada no Campeonato Nacional de Esperanças no Açude do Távora, na Vila da Ponte, e o Encontro de Bandas da Rota de Cister, a propósito do XXXV Aniversário da Banda Musical 81 de Ferreirim, foram outros momentos que enriqueceram o cartaz desta edição 2016 do SER+Cultura.

Durante três dias, subiram aos diferentes palcos do Centro Histórico da Vila de Sernancelhe dezenas de artistas, mostrando um conceito inovador, dinâmico, onde a cultura e os seus intérpretes foram protagonistas, numa mostra diversificada que visava cativar públicos com diferentes sensibilidades e valorizar o património cultural e arquitetónico.

O SER+Cultura aconteceu precisamente num local de reconhecida importância histórica e cultural, como é o Centro Histórico, onde pontuam monumentos classificados como a Igreja Românica, o Pelourinho, o Solar dos Carvalhos, a Casa da Comenda de Malta, bem como os equipamentos Auditório Municipal, Biblioteca e Museu Padre Cândido.

Seis palcos receberam espetáculos ao longo dos três dias, sempre sem parar. O Auditório Municipal acolheu espetáculos de cariz mais erudito, no Largo do Município foi instalado um palco ao ar livre que contemplou concertos de cariz popular protagonizados por bandas filarmónicas e ranchos folclóricos. A Praça da República, com um enquadramento privilegiado proporcionado pelo coreto, igreja, pelourinho e fonte luminosa foi o espaço ideal para acolher concertos musicais e espetáculos multimédia com jogos de luzes e imagens. No Museu Paroquial Padre Cândido e no Jardim da Casa dos Condes da Lapa estiveram patentes ao público exposições de pintura, fotografia e escultura. A Biblioteca Municipal acolheu a componente mais literária, os ateliês e iniciativas de incentivo à leitura.

Destaque nesta edição do SER+Cultura para a Feira do Livro, a animação de rua, demonstrações de karaté, ateliers para as crianças, momentos literários, mega aula de zumba, peças de teatro, tunas, entre tantas outras iniciativas.

A Caminhada Solidária, por uma causa solidária, serviu para apoiar a Liga Portuguesa Contra o Cancro e, de forma descentralizada, este ano o SER+Cultura associou-se à canoagem, com a prova do Campeonato Nacional de Esperanças, no rio Távora, na Vila da Ponte, e ao Encontro de Bandas Rota de Cister, no largo de Nossa Senhora da Consolação, na freguesia de Ferreirim, momento que assinalou os 35 anos da Banda Musical 81 de Ferreirim.

De realçar que os espetáculos, todos gratuitos, tiveram um carácter rotativo entre os diversos palcos enumerados e foram complementados com apontamentos de espetáculos de rua que surgiram espontaneamente em alguns recantos estratégicos do centro histórico com o objetivo de interligar os diferentes palcos e ajudar no encaminhamento dos visitantes.

O artesanato e a gastronomia estiveram igualmente em destaque com barraquinhas estrategicamente colocadas junto aos palcos. Mais de uma dezena de espaços representaram as artes e os ofícios do concelho e nas tasquinhas foi degustada a nossa gastronomia, com os sabores mais autênticos da Terra da Castanha.