Sernancelhe mantém aposta na Floresta. Ação dos Sapadores é essencial para preparar o Verão

Sernancelhe mantém aposta na Floresta. Ação dos Sapadores é essencial para preparar o Verão

A floresta foi sempre uma das grandes riquezas do nosso País, vital mesmo para as comunidades do Interior. Por isso mesmo, na década de 40 do século XX, foi por ela que as populações se insurgiram contra o Estado Novo, em defesa precisamente dos baldios. Na década de 80 desse mesmo século, no nosso Concelho, várias freguesias viviam exclusivamente da exploração da resina, cenário que se manteve até à chegada dos grandes incêndios que devastaram as matas de pinheiro. Alterou-se o território, do ponto de vista económico e social, pelo que Sernancelhe assume hoje o planeamento como a melhor estratégia para garantir que a floresta continua a ser um precioso recurso da nossa população. Com a coordenação do Gabinete Técnico Florestal, o Município tem no terreno uma equipa de sapadores florestais, e já recorreu à contratação de empresas de limpezas, para garantir que é feita a silvicultura preventiva junto às populações, que as faixas de gestão de combustível na rede viária são executadas, que as limpezas de perímetros florestais cogeridos pelo Estado e Baldios são realizadas, e que a vigilância em período crítico acontece e é essencial na proteção da natureza.

domingo, 03 maio 2020 09:41

Missa

3 de maio: Sernancelhe assinala hoje o Dia do Município. Passaram 896 anos desde a atribuição do primeiro foral

3 de maio: Sernancelhe assinala hoje o Dia do Município. Passaram 896 anos desde a atribuição do primeiro foral

Este ano, e por força da pandemia provocada pela Covid-19, a celebração não terá a mesma dimensão, mas a memória do povo não esquece que Sernancelhe detém 896 anos de existência, de história, tal como comprova o Foral de 1124, dado por Egas Gudesendiz.

Município dá isenções no IMI, IMT, IRS, IVA e taxas municipais para quem recuperar casas

Município dá isenções no IMI, IMT, IRS, IVA e taxas municipais para quem recuperar casas

São, neste momento, oito as freguesias reconhecidas como Áreas de Reabilitação Urbana (ARU´s) no Concelho: Lapa, Quintela, Sernancelhe, Fonte Arcada, Aldeia de Santo Estêvão, Macieira, Carregal e Lamosa.

segunda-feira, 27 abril 2020 10:41

Sernancelhe na rota dos Caminhos de Santiago

Sernancelhe na rota dos Caminhos de Santiago

Sernancelhe na rota dos Caminhos de Santiago

Sernancelhe tem na fachada da sua igreja matriz “a mais antiga representação artística de Santiago conservada em Portugal” e, por isso, o Centro Histórico da Vila é agora ponto de passagem obrigatória dos peregrinos que percorrerem o Caminho de Torres, idealizado em homenagem a Diego Torres, professor catedrático de Salamanca, que esteve exilado em Portugal e realizou este percurso no ano 1737, daí a denominação com o seu nome. A rota une Salamanca a Santiago de Compostela e tem cerca de 567 quilómetros que pode ser dividida por 23 etapas. Ao longo do percurso são percorridos caminhos ancestrais de Portugal e Espanha, atravessando cidades que fazem parte do Património Mundial da UNESCO. Este Caminho passa por Sernancelhe, depois de entrar pelo Concelho na Ponte do Abade, com passagem pelos soutos da Seara, Vila da Ponte e Penso.

Santuário de Nossa Senhora da Lapa vai realizar consagração mundial pelas redes sociais no dia 15 de abril

MOMENTO DA CONSAGRAÇÃO MUNDIAL DE NOSSA SENHORA DA LAPA


O Santuário de Nossa Senhora da Lapa, transmitiu hoje, através da sua página do Facebook, e em direto da Igreja daquele templo secular, a cerimónia de Consagração, um momento de grande simbolismo, em que foi evocada a fé mundial em Nossa Senhora da Lapa e proferida uma oração à escala planetária, motivada pela pandemia provocada pela Covid-19. Padre Alves Amorim, Reitor do Santuário, conduziu a oração e Consagração a Nossa Senhora da Lapa.


Link para visualização do vídeo

https://www.facebook.com/santuariodalapa/videos/283360062683670

Comunidade Intermunicipal do Douro (CIMDOURO)

COMUNICADO

Na sequência da reunião extraordinária do Conselho Intermunicipal da Comunidade Intermunicipal do Douro (CIMDOURO) efetuada na passada sexta-feira, 3 de abril, que teve como temática dominante a pandemia do COVID-19, e perante a atual evolução da situação epidemiológica da infeção, os Municípios do Douro irão, até ao final do mês de junho, manter a suspensão das atividades culturais e recreativas e não emitirão qualquer licença para festas, romarias e eventos em todo o território da CIMDOURO, face e à necessidade de evitar a propagação e salvaguardar a saúde das populações.

O Conselho apela ainda a toda a população do Douro para a necessidade imperativa de, tendo em vista a proteção de todas as pessoas e em particular dos idosos relativamente aos graves riscos de saúde pública associados à propagação da pandemia do COVID-19, evitar qualquer tipo das tradicionais atividades da época pascal, tais como compassos pascais, almoços de família, festas e romarias, etc.


Download do Comunicado

Posto de Carregamento para veículos elétricos

Sernancelhe já tem Posto de Carregamento para veículos elétricos e passa a integrar a rede piloto da Mobi.E

Se é proprietário de um veículo elétrico, ou está a equacionar essa possibilidade, saiba que Sernancelhe tem, a partir de agora, um Posto de Carregamento, situado na Rua do Colégio, junto à Avenida das Tílias, bem no centro da Vila. Com este equipamento, Sernancelhe está entre os 50 municípios do País que integra a rede piloto da Mobi.E, a Entidade Gestora da Rede de Mobilidade Elétrica Nacional. Para poder carregar o seu carro neste e noutros pontos elétricos da Mobi.E terá de fazer a sua adesão em https://www.mobie.pt/how-electric-mobility Caso pretenda informações sobre como aderir ou obter apoio técnico poderá fazê-lo junto do Call-Center MOBI.E 24 Horas: 800 916 624, ou por Email: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar..

CENTRO DE INTERPRETAÇÃO DA CASTANHA MARTAÍNHA

SERNANCELHE VAI TER CENTRO DE INTERPRETAÇÃO DA CASTANHA MARTAÍNHA

Está em construção em Sernancelhe, na Terra da Castanha, o primeiro Centro Interpretativo da castanha martaínha do nosso País. Quase três décadas depois de este território ter apostado, de forma decidida, na castanha como marca e esteio económico, hoje o fruto é parte da identidade local e símbolo de celebração cultural, que Sernancelhe quer valorizar ainda mais, em especial junto das novas gerações, do público escolar e virado preparado para o turismo.

Pág. 5 de 28