Esperança 2020


TERESA BARRANHA

LITERATURA

TERESA BARRANHA

ÁRVORE DA POESIA

 

Natural de Carapito – Aguiar da Beira, há 48 anos.

Escrevo desde que sei escrever.

A poesia foi a primeira descoberta, o fôlego e o desabafo da adolescência,

o chão mais firme, em idade adulta.

Nos intervalos, passo pela prosa, demoro-me nos contos e nas histórias.

Autora do livro Regal, Defesa da Aldeia;

 Primeiro Prémio no Concurso Literário de Prosa – Serranias 2018;

 Primeiro Prémio (poesia) no Concurso Internacional da Academia de Letras, Ciências e Artes de Ponte Nova – Alepon – Concurso Professor Mário Clímaco/ 2019

Quinto lugar no concurso brasileiro “O Lado Poético da Vida” (crónica);

Seleção do texto “Fome de Ti” na publicação - A vida e a obra de Cora Coralina;

 Participação em dezenas de Antologias poéticas, nacionais e internacionais;

Autora do projeto - A Árvore da Poesia pensado e elaborado para a Exposição Coletiva em Sernancelhe – Esperança.

A poesia é um contrato entre quem escreve e quem lê!

 

A vida sem a matemática não funciona, mas sem poesia não acontece!

Quando o Mundo coloca o nosso mundo à prova, ou seguimos o curso racional da sobrevivência ou adicionamos-lhe um novo caminho.

Uma nova fórmula.

Encontrei-a na poesia.

Serviu e (continua a servir) para partilhar tempos, ao longo do confinamento.

Recebi em troca o maior incentivo para não olhar para trás.

Semeei palavras e nasceu uma Árvore que dá poesia.

Aqui, amadurecem histórias, sentires, desejos, partilhas, dedicatórias, verdades, vidas, experiências, lugares, pessoas, tempo, segredos… e tantos outros frutos de que todos somos feitos.

A Árvore da Poesia é um livro de poemas cheios de liberdade, prontos a voar com quem os quiser levar.

Mais ou menos maduros.

Mais ou menos doces, mas todos para entrega imediata.

Quem sabe, se um dia não se voltam todos a encontrar!!