Esperança 2020


CARLA GOMES | CRISTINA COELHO | PEDRO CARDOSO

ESCULTURA

CARLA GOMES | CRISTINA COELHO | PEDRO CARDOSO

FECHA-SE UMA JANELA… E ABRE-SE UMA PORTA

Carla Gomes
Interior Designer. Em constante busca por tudo o que lhe enriquece a Alma,
sempre em harmonia com o que a rodeia. O seu caminho passa pela
transformação dos pequenos pormenores em Arte, das coisas belas em
coisas ainda mais belas. Com um longo percurso pela moda, decoração e
design, actualmente é a anfitriã de um espaço de rara beleza, que lhe serve
de atelier.


Cristina Coelho
Bailarina de Oriental e Danças do mundo, com prioridade para o
movimento orgânico do corpo conjugado com a emoção. Com um percurso
desde 2002 em palcos, pisou também cenários naturais de castelos,
claustros, quintas encantadas e cascatas. Filha de Viseu e com uma empresa
de produção de eventos e animação, paralelamente trabalha como atriz,
criando personagens históricos e personagens de fantasia. Baseada da
pesquisa histórica e na sua própria interpretação, cria os figurinos e
adereços de toda a equipa, alguns dos quais a partir de peças já existentes.

 

Pedro Cardoso
Nasceu em 1979 e muito cedo começou a fazer teatro na companhia que
iniciou o percurso da Recriação Histórica em Portugal, sendo um dos seus
fundadores. Ao longo de quase 30 anos tem dedicado a sua vida ao Teatro e
à Recriação de várias épocas na vertente de actor, encenador e director
artístico. É no teatro de rua, nos torneios ou assaltos a castelos que se
sente em casa. Da necessidade de conceber adereços e cenários, é o
próprio que põe mãos à obra e nasce também a facilidade de manusear
vários tipos de materiais aos quais dá nova vida

CONCEITO

Uma experiencia pessoal vivida num percurso em que cada um tem o livre

arbítrio de passar ou não, escolher ou não.

É uma escultura, um ponto de passagem para uma experiência pessoal,

individual e única, que pode ser repetida durante o tempo em que decorre

a exposição. Um labirinto que se vai percorrendo e onde se vão

encontrando mensagens que dependem de cada escolha. O caminho

permite escolher alternativas e decidir por onde passar e onde ir.

O percurso é sempre uma opção de cada um, com o abrir e fechar de

portas que levam ao núcleo central. Aqui, é convidado a deixar uma frase

ou um texto partilhando a sua experiência.

A mensagem partilhada poderá ser usada mais tarde, para uma exposição

que o Município possa querer mostrar.

PROJECTO

As portas surgem como o caminho através do qual existem várias opções à

escolha. Abertas, fechadas, coloridas ou sem cor, cada uma das cerca de 40

portas, tem características e mensagens próprias.

A escultura forma um labirinto de corredores e passagens.