EXPOSIÇÃO ESPERANÇA

CULTURA PELAS RUAS DE SERNANCELHE COM A EXPOSIÇÃO ESPERANÇA

No ano passado, por esta altura, o Centro Histórico de Sernancelhe estaria engalanado para receber mais uma edição do evento SER+Cultura, iniciativa que aliava o património da sede do Concelho a um cartaz de música e espetáculos, teatro, exposições, desporto, literatura, multimédia e tasquinhas. Este ano, e por força da Covid-19 e das restrições impostas pela Direção Geral de Saúde, o evento foi suspenso mas o Município quer a cultura nas ruas e acessível a quem visitar Sernancelhe. Por isso, entre 10 de julho e 10 de agosto, vai acontecer a exposição “Esperança”, uma manifestação de arte ao ar livre, que poderá ser contemplada por todos quantos colocarem o Concelho na rota de visita neste Verão.

3ª fase do Espaço Empresarial Terra da Castanha está infraestruturada

3ª fase do Espaço Empresarial Terra da Castanha está infraestruturada

Está praticamente concluída a infraestruturação da terceira e última fase do Espaço Empresarial Terra da Castanha. Ocupando uma área total de 75 mil metros, fica assim pronto para acolher mais cinco empresas, depois de ter criado condições para que 13 atividades económicas ali se instalassem. Divido por três fases, a construção deste espaço contemplou sete lotes na primeira intervenção, seis na segunda e cinco nesta última ação. A aposta no setor económico é entendida pelo Município como estratégica para o Concelho, que nos últimos anos tem afetado a maior fatia do seu orçamento às atividades económicas, um sinal claro da estratégia municipal na criação de condições para as empresas laborarem, criarem postos de trabalho e valorizarem os produtos locais.
Seguir-se-á a construção de uma rotunda que garantirá acesso de qualidade e com segurança a partir da Estrada Nacional 229.

sexta-feira, 12 junho 2020 16:24

MUNICÍPIO ISENTA ESPLANADAS ATÉ AO FIM DO ANO

MUNICÍPIO ISENTA ESPLANADAS ATÉ AO FIM DO ANO

MUNICÍPIO ISENTA ESPLANADAS ATÉ AO FIM DO ANO

O Município de Sernancelhe aprovou em reunião de Câmara de 12 de junho, a isenção do pagamento de taxas de esplanadas que ocupem a via pública. A medida, que surge no contexto da pandemia da Covid-19, visa incentivar e dinamizar o comércio local, depois de este setor ter sofrido muitos prejuízos com o encerramento por vários meses e agora com as regras de desconfinamento que limitam a lotação dos espaços comerciais.

As isenções vigorarão até ao fim do corrente ano.

 Feira de Sernancelhe retoma a 4 de junho

Feira de Sernancelhe retoma a 4 de junho. Município vai isentar as feiras de junho, julho, agosto e setembro para estimular a economia

A feira quinzenal de Sernancelhe vai ser retomada já no dia 4 de junho. A grande novidade, para além das limitações impostas pela Direção Geral de Saúde, são as isenções concedidas pelo Município aos feirantes, que não pagarão as feiras de junho, julho, agosto e setembro. A ideia é ajudar os comerciantes que viram a sua atividade suspensa desde março (a última feira em Sernancelhe foi no dia 12 de março) por causa da pandemia do Coronavirus, e estimular a economia local, que nos concelhos do interior tem nas feiras e mercados importantes espaços de compra e venda de produtos.

Aquilino Ribeiro faleceu há 57 anos. Sernancelhe orgulha-se de ser a terra natal deste símbolo das letras portuguesas

Assinalam-se hoje, dia 27 de maio, os 57 anos da morte de Aquilino Ribeiro, o Mestre. Considerado um símbolo da Beira e umas das grandes referências da literatura portuguesa, é dono de uma obra que explica o País, e muito particularmente as terras do interior onde nasceu e cresceu e que viria a classificar de “Terras do Demo”.

CIM DOURO DELIBERA REABRIR AS FEIRAS NOS 19 MUNICÍPIOS A PARTIR DE HOJE

CIM DOURO DELIBERA REABRIR AS FEIRAS NOS 19 MUNICÍPIOS A PARTIR DE HOJE

Os 19 municípios da Comunidade Intermunicipal do Douro deliberaram hoje, 20 de maio, aprovar a reabertura de todas as feiras na região. A decisão foi unânime e surge na sequência da resolução do Conselho de Ministros de 17 de maio, que estabeleceu o gradual levantamento de restrições para várias atividades económicas, incluindo as feiras que decorrem em todos os concelhos da área geográfica da CIMDOURO. Agora, e respeitando planos de contingência específicos que serão apresentados pelos municípios, as feiras serão retomadas a partir de hoje.

Editado em Portugal o livro “A arte do chá”, do sernancelhense padre João Rodrigues

Editado em Portugal o livro “A arte do chá”, do sernancelhense padre João Rodrigues “Tçuzu”, o jesuíta que foi uma referência no Japão do século XVI

A história que envolve o Padre João Rodrigues é enigmática e grandiosa. Enigmática porque, apesar de não restarem dúvidas de que nasceu em Sernancelhe, não se sabe exatamente se foi no ano de 1561 ou 1562, em que freguesia em concreto, como terá ido para o Japão ainda tão novo e como terá ingressado na Companhia de Jesus. Mas a sua história é, sem dúvida, grandiosa e, sobre isso, abundam provas, como por exemplo saber-se que foi da sua autoria a primeira gramática da língua japonesa, ainda hoje motivadora de estudo e adoração em terras nipónicas. Mas João Rodrigues escreveu também sobre o chá, e é precisamente “A Arte do Chá” o livro que recentemente foi editado em Portugal, com a chancela da Livro de Bordo e edição de texto de Rui Manuel Loureiro.

Sernancelhe aposta na mobilidade urbana para garantir qualidade de vida à sua população

Sernancelhe aposta na mobilidade urbana para garantir qualidade de vida à sua população

Apesar de ser um Concelho do Interior de Portugal e de o seu território ser dominado por floresta e área agrícola, Sernancelhe não abranda no que diz respeito à proteção ambiental. Razão pela qual decidiu candidatar ao PAMUS – Plano de Ação de Mobilidade Urbana Sustentável, O NORTE 2020, a criação da Ecovia e passeios entre Sarzeda, Sernancelhe, Vila da Ponte e Ferreirim, ligando os núcleos urbanos aos espaços de empresas, contribuindo assim para a transição para uma economia de baixo teor carbónico, mobilidade e consequente melhoria da qualidade de vida.

Dia da Europa celebrado com debate organizado pela Representação Portuguesa da Comissão Europeia

Celebra-se hoje, 9 de Maio, o Dia da Europa. A Representação Portuguesa da Comissão Europeia organizou um debate com a temática "Plano de Recuperação para a Europa: que lugar para a Coesão e para o desenvolvimento regional na recuperação da União Europeia pós-COVID19?" com a Comissária Europeia Elisa Ferreira, o Ministro do Planeamento, Nelson de Souza, a Ministra da Coesão Territorial, Ana Abrunhosa, os eurodeputados Pedro Marques e Álvaro Amaro, e o Presidente da Comunidade Intermunicipal do Douro, Carlos Silva Santiago.

Pág. 4 de 28