Lapa – 500 Anos de História

Lapa – 500 Anos de História

Honrar e Respeitar um Património

Texto: Paulo Neto - www.ruadireita.pt

… Este foi o lema, a acção e o objectivo da autarquia de Sernancelhe, em conjunto com a Junta de Freguesia da Lapa e com o IGESPAR/DGP, para as obras levadas a cabo no terreiro do Santuário-Colégio da Lapa, o espaço que este fim de semana, 3 4 e 5 de junho, acolhe o lançamento da Revista Literária "aquilino", enquadrada na VIII Feira Aquiliniana.

 

Rúben Portinha, FILHO DE SERNANCELHENSE, vence Prémio de Jornalismo Radiofónico RUC/Antena1/Antena 3

Rúben Portinha, 29 anos, licenciado em Ciências da Comunicação, conquistou o galardão destinado a assinalar os 30 anos da RUC - Rádio Universidade de Coimbra. Filho do carregalense José Portinha, um homem da poesia popular, Rúben convenceu o júri com o trabalho "A Nossa Arte".

Iniciativa “12 horas a nadar” na Piscina Municipal de Sernancelhe foi um sucesso

Iniciativa “12 horas a nadar” na Piscina Municipal de Sernancelhe foi um sucesso

A Piscina Municipal de Sernancelhe organizou, no dia 25 de maio, a iniciativa “12 horas a nadar”. O objetivo do evento foi nadar ininterruptamente, durante 12 horas, numa pista destinada para o efeito, tendo como destinatários os clubes/escolas de natação, associações, escolas e respetiva comunidade educativa e população em geral, cotando-se como uma ação que promova a atividade desportiva, em particular a natação. Participaram na iniciativa 250 pessoas, entre crianças dos diferentes níveis escolares, idosos dos centros lúdicos do Concelho, Escola Profissional de Sernancelhe, Agrupamento de Escolas de Sernancelhe, os frequentadores da atividades de enriquecimento curricular, as crianças com necessidades educativas especiais, os grupos da hidroginástica, da atividade aquática infantil e do circuito das escolas de natação. Registar ainda a participação de dezenas de pessoas que quiseram associar-se ao evento, aproveitando a oportunidade para desfrutarem da Piscina, durante 12 horas, e das condições que aquele espaço desportivo oferece. O evento contou ainda com a colaboração ativa dos Bombeiros Voluntários Sernancelhe, GNR  - Posto de Sernancelhe e Casa do Benfica de Sernancelhe.

terça-feira, 17 maio 2016 16:01

VIII Feira Aquiliniana

VIII Feira Aquiliniana: a Lapa e Aquilino Ribeiro numa viagem pela história e tradição de Sernancelhe

VIII Feira Aquiliniana: a Lapa e Aquilino Ribeiro numa viagem pela história e tradição de Sernancelhe

A Lapa e Aquilino Ribeiro são duas marcas de Sernancelhe, que assumem uma dimensão nacional. Com mais de cinco séculos, a Lapa é um dos principais centros de romagem em Portugal e Aquilino é um dos mais reconhecidos escritores portugueses do século XX, que mereceu honras de Panteão Nacional em 2007. Ora, o Município de Sernancelhe, retomando um evento de grande sucesso, vai juntar estas duas referências históricas do Concelho na VIII Feira Aquiliniana, nos dias 3, 4 e 5 de junho, prometendo uma “viagem” pela autenticidade que define esta terra e estas gentes. O certame abrirá com a apresentação pública do n.º 3 da “aquilino”, Revista Literária do Município de Sernancelhe, ao início da noite de 3 de junho, nos claustros do Colégio da Lapa.

A Feira Aquiliniana, que pretende ser um tributo a Mestre Aquilino e à Lapa, decorrerá no terreiro do Santuário, envolta pelo conjunto patrimonial constituído pela Igreja, Colégio, Pelourinho, Casa da Câmara e o casario tradicional daquela pequena comunidade pertencente à Freguesia de Quintela, Sernancelhe.

Por entre o cheiro do pão alvo da Lapa e do famoso queijo espalmado, de pequenas dimensões, o movimento sempre constante de peregrinos, a Feira mergulha na literatura de Aquilino, nas descrições das suas obras, referindo trajes, rituais, atividades e personagens, e procura o equilíbrio entre o sentido religioso e a questão profana do comércio, das tascas, dos comes e bebes.

A Feira, que no fundo pretende ser uma recriação histórica, contará com representações cénicas dos hábitos e costumes tradicionais por grupos etnográficos e de teatro, animação de rua e dramatização de excertos das obras de Aquilino Ribeiro pelos alunos das escolas do Concelho, atuações de ranchos folclóricos e grupos de concertinas e fado à desgarrada e uma mostra permanente de artesanato e de produtos regionais, sempre enquadrados no ambiente que recria a Lapa de finais do século XIX, início do século XX.

O evento terá como momento de abertura o lançamento da “aquilino”, revista literária do Município de Sernancelhe, que assume a homenagem a Aquilino Ribeiro através de uma fotobiografia pela sua vida e obra, com a particularidade de surgir mais de meio século depois da primeira, realizada por Fernando Namora. A publicação vai ser apresentada no dia 3 de junho, precisamente no Colégio da Lapa, onde Aquilino estudou e que marcou muitas das suas obras.

Sernancelhe comemorou o 25 de abril com medalhas de Mérito

Sernancelhe comemorou o 25 de abril com medalhas de Mérito para a Escola Profissional, Santa Casa da Misericórdia, Rancho Folclórico e concerto de Paulo de Carvalho

Paulo de Carvalho, uma referência de Abril, protagonizou, no Expo Salão, um concerto de mais de uma hora, inserido no programa evocativo do 25 de Abril, em Sernancelhe, em que foram distinguidas pelo seu mérito as instituições Escola Profissional de Sernancelhe, Santa Casa da Misericórdia e Rancho Folclórico de Sernancelhe.

Dia Mundial do Livro assinalado na Biblioteca Municipal com as histórias contadas Elsa Serra

Dia Mundial do Livro assinalado na Biblioteca Municipal com as histórias contadas Elsa Serra

A Biblioteca Municipal Abade Vasco Moreira assinalou, no dia 19 de abril, o Dia Mundial do Livro e dos Direitos de Autor com o convite à escritora e contadora de histórias Elsa Serra, que proporcionou momentos diferentes e muito divertidos a todas as crianças e jovens das escolas do Concelho e ainda aos séniores dos Centros Lúdicos e instituições Sociais.

 

Fálgaros da Tabosa, Cavacas de Freixinho, e Queijadas de Castanha no roteiro da doçaria portuguesa

Fálgaros da Tabosa, Cavacas de Freixinho, e Queijadas de Castanha no roteiro da doçaria portuguesa elaborado pelo projeto “No Ponto”

A gastrónoma Cristina Castro, responsável pelo Projeto “No Ponto”, esteve em Sernancelhe, no dia 12 de abril, para colher imagens vídeo e entrevistas dos criadores dos doces concelhios de referência para incluir num roteiro nacional que dará origem a um livro sobre o tema. Os vídeos e as imagens serão disponibilizados no sítio da “No Ponto” (http://www.noponto.pt/), onde brevemente poderão ser apreciados os métodos de confeção dos Fálgaros da Tabosa do Carregal, as Cavacas de Freixinho e as Queijadas de Castanha, do Restaurante Flora, apadrinhadas pela Confraria da Castanha.

Violinista de Sernancelhe Ana Margarida Santos premiada

Violinista de Sernancelhe Ana Margarida Santos premiada no 9º Concurso de Instrumentistas do Conservatório Dr. José Azeredo Perdigão, de Viseu

Ana Margarida Santos foi uma das distinguidas na categoria Violino no 9º Concurso de Instrumentistas do Conservatório Dr. José Azeredo Perdigão, de Viseu, que decorreu no dia 10 de abril, no Museu Nacional Grão Vasco.

A iniciativa do Conservatório, inserida no Festival da Primavera de Viseu, pretendeu distinguir os instrumentistas, que são também alunos, pelo trabalho desenvolvido ao longo do ano e pela capacidade de interpretação musical. Com um júri constituído por professores do Conservatório, o concurso foi dividido por seis categorias, de acordo com as idades e com os instrumentos, tendo atuado cerca de seis dezenas de instrumentistas.

Manuel de Lima Bastos apresentou o livro “Mestre Aquilino, Caçador e a Gaitinha do Capador”

Manuel de Lima Bastos apresentou o livro “Mestre Aquilino, Caçador e a Gaitinha do Capador”

Manuel de Lima Bastos apresentou, no dia 9 de abril, no Auditório Municipal de Sernancelhe, o livro “Mestre Aquilino, Caçador e a Gaitinha do Capador”, uma edição Sopa das Letras, com o apoio do Município de Sernancelhe. Estiveram na sessão de apresentação Arlindo Cunha, antigo Ministro da Agricultura, e D. Manuel Martins, Bispo Emérito de Setúbal.

Pág. 25 de 28