Sernancelhe distinguiu 18 presidentes de junta no 25 de abril. André Sardet constou do cartaz das comemorações

Sernancelhe distinguiu 18 presidentes de junta no 25 de abril. André Sardet constou do cartaz das comemorações

Quarenta e quatro anos depois do 25 de abril de 1974, o Município de Sernancelhe distinguiu, durante as comemorações daquela data, com a Medalha de Serviço Público, 18 obreiros do poder local concelhio: os presidentes de junta que estiveram ao serviço das freguesias do Concelho. Mantendo o figurino das comemorações anteriores, a cerimónia decorreu no espaço exterior dos Paços do Concelho e culminou com o concerto de André Sardet no Expo Salão.

O objetivo do Município de Sernancelhe foi dar continuidade ao ciclo de homenagens iniciado em 2009, quando distinguiu, pela primeira vez na sua história, 12 antigos autarcas. A particularidade da cerimónia deste ano foi que, dos 18 homenageados, António Sá Oliveira está ainda em funções como Presidente da Junta de Freguesia de Quintela. Devido ao processo Reordenamento Administrativo, José Manuel Azevedo faz parte do executivo da União de Freguesias de Fonte Arcada como representante de Escurquela, e David Pereira Coelho representa Freixinho na União de Freguesias de Penso e Freixinho. Regista-se ainda o facto de entre os homenageados constarem dois deputados da atual Assembleia Municipal: Isaac de Campos Peva (Carregal), e António Caiado (Faia). Foram ainda distinguidos os antigos presidentes de Junta: Abel Almeida Monge (Quintela), Abel Pinto Cardoso (Penso), Adércio Massa Leitão (Sarzeda), Afonso Sequeira Vieira da Silva (Granjal), António Augusto Coelho (Ferreirim), Diamantino Frias Gomes Moita (Lamosa), Fernando Pinto da Silva Ricardo (Arnas), Isidro Hipólito Proença (Chosendo), José Joaquim Sousa Caria (Macieira), José Sobral dos Santos (Cunha), Luís Fernando Gouveia (Penso), Manuel Vieira Lauro (Granjal), e Nuno Franclim Peixoto Quintais Silva (Fonte Arcada).

Na decisão municipal de enaltecer os presidentes de junta pesou o facto de estas personalidades simbolizarem décadas de evolução concelhia, numa primeira fase com a criação de condições de vida para as populações, como saneamento, eletricidade, acessos e, posteriormente, na criação de condições que garantissem qualidade de vida nas comunidades, como a edificação de equipamentos sociais, culturais, desportivos e recreativos, bem como a preservação e valorização dos símbolos e manifestações identitárias das freguesias do Concelho de Sernancelhe.

Por outro lado, estes eleitos garantiram o funcionamento democrático em cada terra, sendo a voz do povo e executando as suas funções de autarcas de forma dedicada, assegurando a organização dos serviços, o planeamento e a gestão financeira, o ordenamento do território e a proteção civil, áreas fundamentais para o desenvolvimento equilibrado das freguesias.

As comemorações do 25 de abril ocuparam toda a manhã, começando pelas 9:00 horas, em frente aos Paços do Concelho, com a leitura de poemas de abril por duas crianças do Concelho, a guarda de Honra pelo Corpo de Bombeiros Voluntários de Sernancelhe, seguindo-se o hastear da Bandeira Nacional e interpretação do Hino Nacional pela Banda Musical 81 de Ferreirim e deposição de uma coroa de flores na Rotunda dos Combatentes do Ultramar. Seguiu-se a sessão solene evocativa do 25 de abril, com intervenções dos partidos políticos com assento na Assembleia, dos distinguidos, depois pelo momento solene de aposição das medalhas e entrega de certificados, culminando com discursos do Presidente da Câmara e do Presidente da Assembleia Municipal. O Expo Salão recebeu a segunda parte da cerimónia com o Concerto de André Sardet.