Freguesia de Quintela inaugura capela de S. João Batista

FREGUESIA DE QUINTELA INAUGURA CAPELA DE S. JOÃO BATISTA

Há muito que a freguesia de Quintela, que inclui na sua área geográfica a Lapa, Almarigo, Cando e Moinhos do Vouga, apontava como obra prioritária uma capela que pudesse servir o propósito de espaço mortuário, com dignidade e condições, e que fosse central aos quatro povoados. A opção recaiu por uma construção de raiz, possível graças à parceria entre a Junta de Freguesia de Quintela e o Município de Sernancelhe. A Capela de S. João Batista foi inaugurada na tarde de 12 de novembro.

Situada a poente do cemitério de Quintela, a Capela teve um custo de 64 mil euros com a construção, tendo o Município assegurado o apoio técnico à execução da obra e o pagamento dos arranjos exteriores, cujo valor rondou os 25 mil euros. Momentos antes de o novo templo ser visto pela população de Quintela, o pároco Diogo Costa Rodrigues procedeu à bênção.

António Sá Oliveira, Presidente da Junta de Quintela, lembrou que no início do anterior mandato autárquico perceberam a necessidade que este equipamento fazia à população, pelo que assumiram como prioritária a sua concretização. Reconhecendo que o avultado investimento obrigou a uma poupança muito grande por parte da Junta, agradeceu ao Município por ter dado o apoio indispensável para que a Capela de S. João Batista pudesse ser erguida.

Instado a dirigir algumas palavras aos seus antigos paroquianos, Padre Alves de Amorim, Reitor do Santuário da Lapa, reconheceu a valia da obra, referindo que é um equipamento que dá melhores condições nos sempre momentos difíceis, sempre que as famílias têm que velar os seus mortos.

Por fim, e antes do descerramento da placa evocativa do momento, o Presidente da Câmara, Carlos Silva, felicitou todos quantos contribuíram com o seu trabalho para a construção da Capela de S. João Batista, nomeadamente o projetista, os técnicos do município e os empreiteiros. Referiu ainda a colaboração exemplar com a Junta de Freguesia, que permitiu um aproveitamento total dos meios e dos recursos disponíveis, dando dignidade, qualidade e criando um espaço paisagisticamente aprazível.

Seguiu-se uma visita ao interior do templo, que conta com três espaços complementares: o pátio exterior, a capela (com câmara mortuária de velório e preparação das cerimónias fúnebres) e as instalações sanitárias. Relativamente ao exterior, foi requalificando integralmente, criados novos acessos, garantindo que todos os equipamentos ficam adaptados ao espaço e interligados entre si.