Escolas, Centros Lúdicos e Instituições Sociais Festejam o Carnaval em Sernancelhe

ESCOLAS, CENTROS LÚDICOS E INSTITUIÇÕES SOCIAIS FESTEJAM O CARNAVAL EM SERNANCELHE

O Carnaval é uma festa onde as fantasias e os disfarces são o elemento dominante, seja nas crianças seja nos mais velhos. Máscaras, trajes coloridos e muitas brincadeiras são permitidas e partilhadas por todos, como aconteceu na tarde de 24 de fevereiro, onde centenas de foliões, de escolas, centros lúdicos e instituições sociais do Concelho de Sernancelhe desfilaram pela Vila, envergando fatos de Carnaval alusivos a profissões, cinema e desenhos animados. Foi assim o desfile de Carnaval organizado pelo Município de Sernancelhe, Agrupamento de Escolas Padre João Rodrigues, ESPROSER – Escola Profissional de Sernancelhe, CLDS-3G e com o apoio da Associação de Pais, Academia de Música de Sernancelhe e Conservatório Regional de Música de Ferreirim.

Com concentração na Escola Profissional de Sernancelhe, onde os participantes vestiram os trajes, o desfile mobilizou toda a comunidade sernancelhense, como aliás acontece de há seis anos para cá, de forma entusiástica, materializando uma ideia desenvolvida e concretizada pelo CLDS em 2012.

A iniciativa, que culminou com um baile de máscaras, no Expo Salão, foi muito apreciada pela população, que aplaudiu à passagem do cortejo, em especial na avenida das Tílias, sendo evidente o número crescente de pessoas a acompanhar o desfile.

O desfile de Carnaval assume o propósito de recuperar a tradição que corria o risco de desaparecer. Aliás, para a geração de foliões mais velhos esta iniciativa do CLDS é o reviver de memórias de dias intensos nas aldeias, com as comadres e os compadres, o enterro do entrudo, entre tantos outros momentos que fazia do Carnaval um período único e intenso.

Mas, o evento tem ainda a componente interativa criada pelos Centros Lúdicos, em que cada comunidade exibe trajes específicos, criados por cada um dos utentes e pelos técnicos dos espaços sociais e recreativos. Ou seja, há todo um período de preparação do desfile, quer na escolha da caraterização quer na conceção do traje, que muito depende da disponibilidade e trabalho dos utentes dos dez Centros Lúdicos a funcionar no Concelho.

O mesmo sucede com as escolas, que assumem um importante papel de agentes impulsionadores das tradições, trazendo as crianças para a rua, para o contacto com a comunidade e participando nas iniciativas que são desenvolvidas.

Carla Jesus, Coordenadora do Contrato Local de Desenvolvimento Social (CLDS-3G), visivelmente agradada com o envolvimento e participação neste desfile de Carnaval, explicou que "o CLDS-3G vê materializado neste desfile de Carnaval boa parte do seu trabalho de meses, em que os utentes participam com ideias para o desfile, elaboram os trajes e, por fim, são os grandes protagonistas ao mostrarem o seu trabalho e ao emprestarem a sua alegria a este acontecimento. Por isso, estão de parabéns os centros lúdicos, mas também as escolas e as instituições que colaboraram para que esta sexta edição do Carnaval de Sernancelhe fosse um sucesso", concluiu.