SERNANCELHE ESTEVE NA BTL A PROMOVER A CASTANHA, AQUILINO RIBEIRO E O SANTUÁRIO DA LAPA

SERNANCELHE ESTEVE NA BTL A PROMOVER A CASTANHA, AQUILINO RIBEIRO E O SANTUÁRIO DA LAPA

Sernancelhe esteve pelo segundo ano consecutivo na BTL – Bolsa de Turismo de Lisboa, enquadrado no espaço de exposições da CIM DOURO, no stand da Entidade Regional de Turismo do Porto e Norte de Portugal, para promover a Castanha, Aquilino Ribeiro e o Santuário da Lapa, as referências que o posicionam, cada vez mais, no País e no Mundo. O Cantor Paulo de Carvalho e o ex-futebolista Simão Sabrosa foram duas das muitas figuras nacionais que participaram, ao fim da tarde de 15 de março, no momento dedicado ao Concelho.

Publicado em Notícias 2016

SERNANCELHE ESTÁ NA BTL, EM LISBOA, E AMANHÃ, 15 DE MARÇO, FARÁ UMA MOSTRA DOS SEUS PRODUTOS

SERNANCELHE ESTÁ NA BTL, EM LISBOA, E AMANHÃ, 15 DE MARÇO, FARÁ UMA MOSTRA DOS SEUS PRODUTOS

Castanha, Lapa e Aquilino Ribeiro. São estas as grandes referências de Sernancelhe, que estarão em evidência amanhã, 15 de março, entre as 16:00 horas e as 20:00 horas, na BTL – Bolsa de Turismo de Lisboa, naquela que é a maior feira do género em Portugal.

Publicado em Notícias 2016

CASTANHA

CONFRARIA EDITA COLEÇÃO DE CINCO LIVROS DEDICADOS À “CASTANHA, A CELEBRAÇÃO DA NATUREZA”

Dar a conhecer, através de pequenos livros, de fácil leitura e visualmente atrativos, a castanha e toda a cultura que lhe está associada, era um projeto há muito idealizado pela Confraria da Castanha dos Soutos da Lapa, com sede em Sernancelhe. Alberto Correia, Confrade-mor, confirma que, até final de março, deverão ser conhecidos os cinco livros essenciais à compreensão do “ritual” da Celebração da Castanha nestas terras: a Confraria, as queijadas, os ouriços de castanha, as Cavacas de Freixinho e os Fálgaros da Tabosa.

Publicado em Notícias 2016

Natal Sem Idade 2018

SERNANCELHE ORGANIZA CEIA DE NATAL ANTECIPADA PARA MIL SÉNIORES DO CONCELHO

Mais de um milhar de pessoas do Concelho de Sernancelhe celebraram antecipadamente o Natal com o encontro "Natal Sem Idade", organizado pelo Município de Sernancelhe, no dia 12 de dezembro, no Expo Salão. "Natal sem Idade" é o nome desta iniciativa que há 18 anos reúne no mesmo espaço as pessoas com 60 ou mais anos de idade e a todos oferece um dia diferente, de animação, de convívio e muita alegria, preservando sempre o sentido religioso representativo da quadra de Natal.

Publicado em Notícias 2016

Sernancelhe já elegeu os alunos que participarão na final Intermunicipal do Concurso Nacional de Leitura 

Sernancelhe já elegeu os alunos que participarão na final Intermunicipal do Concurso Nacional de Leitura

Francisca Pais e Fabrício Justino, do 1º Ciclo, Madalena Santiago e João Vitorino, do 2º Ciclo, e Maria São José e José Pedro Almeida, do 3º Ciclo, vão representar o Agrupamento de Escolas Padre João Rodrigues e o Concelho de Sernancelhe na final Intermunicipal do Concurso Nacional de Leitura, um projeto promovido pelo Plano Nacional de Leitura – Ler+, em parceria com a Direção-Geral do Livro, dos Arquivos e das Bibliotecas, com a Rede das Bibliotecas Escolares e RTP, que conta no nosso concelho com o apoio do Município de Sernancelhe, Biblioteca Abade Vasco Moreira e Agrupamento de Escolas.

Publicado em Notícias 2016

Município de Sernancelhe e UTAD criam Manual de boas práticas do Castanheiro e da Castanha

Município de Sernancelhe e UTAD criam Manual de boas práticas do Castanheiro e da Castanha

A edição deste ano da Festa da Castanha vai trazer um Manual de boas práticas do Castanheiro e da Castanha. O livro “Sernancelhe, o Castanheiro e a Castanha” foi criado pelo Município e pela Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro e tem por finalidade apoiar os produtores na cultura do castanheiro, desde a compra das árvores, à enxertia, controle de qualidade, combate de pragas, mostrando, em cada estação do ano e em cada mês, o que fazer no souto e quais as melhores técnicas a adotar. O Livro é o resultado de um Protocolo celebrado entre o Município e UTAD, que decorreu durante 36 meses, com 75 produtores de castanha de Sernancelhe, com campos de ensaio, dias abertos e muitas iniciativas pioneiras, procurando concretizar a ideia de trazer os conhecimentos científicos até aos agricultores.

Publicado em Notícias 2016

 “A PRAÇA”, DA RTP, ESTEVE EM SERNANCELHE PARA MOSTAR O MELHOR DA TERRA DA CASTANHA

“A PRAÇA”, DA RTP, ESTEVE EM SERNANCELHE PARA MOSTAR O MELHOR DA TERRA DA CASTANHA

A repórter Rita Belinha esteve em Sernancelhe, na manhã de 22 de outubro, para registar o melhor da Terra da Castanha para o programa “A PRAÇA”, da RTP. Antecipando a Festa da Castanha, que decorrerá no próximo fim-de-semana, a televisão pública trouxe o seu programa das manhãs, apresentado por Jorge Gabriel e Sónia Araújo, ao nosso Concelho e mostrou ao País e ao Mundo a dimensão cultural que o povo confere à castanha e a este fruto com que a natureza brinda as terras de mestre Aquilino Ribeiro.

Publicado em Notícias 2016

Centro Associativo de Tabosa da Cunha ao serviço da comunidade

Centro Associativo de Tabosa da Cunha ao serviço da comunidade

A Tabosa da Cunha tem a partir de ontem mais um espaço de convívio para toda a população. O antigo edifício da Escola Primária foi devidamente recuperado e transformado num centro associativo moderno e acolhedor que convida ao encontro e estimula o lazer em perfeito convívio. Neste espaço devidamente equipado, está instalada a exposição temática de artesanato do Senhor Lourival Lopes que em 2003 fez questão de a oferecer à Camara Municipal de Sernancelhe. Uma exposição que reúne mais de duzentas peças em madeira que representam várias atividades agrícolas e usos e tradições da Tabosa da Cunha.

Publicado em Notícias 2016

Momentos Doces com a Castanha de Sernancelhe

Associação Comercial e Industrial vai apresentar livro de receitas “Momentos Doces com a Castanha de Sernancelhe”

Em Sernancelhe a chegada do outono marca o início da contagem decrescente para mais uma época de castanha. Com a paisagem de castanheiros moldada com o verde dos ouriços, espera-se agora que abram e comece a cair o fruto que dá nome a este Concelho. A castanha martainha conheceu, nas últimas décadas, uma valorização extraordinária, confirmando-se como estratégica para a economia local e para as centenas de pessoas que hoje se dedicam à cultura do castanheiro. Vendida em fresco, em compotas, doces, ou adaptada à culinária, são múltiplas as utilizações possíveis com a castanha. Razão pela qual a Associação Comercial e Industrial de Sernancelhe (ACIS) vai apresentar, no dia 28 de setembro, no Centro de Artes, o livro de receitas “Momentos Doces com a Castanha de Sernancelhe”, iniciativa incluída num Seminário que contempla ainda a apresentação do projeto “Castanha com Todos”, e o workshop “Cozinha criativa” e Sunset – Degustação de iguarias de castanha pela Escola Profissional de Sernancelhe.

Publicado em Notícias 2016

Na memória de muitos sernancelhenses o Douro aponta para um tempo de vindimas, cestos de uvas, lagares. Era para lá que todos os anos partiam, em grande número, muitas vezes famílias completas, para um mês de trabalho, cortando e acarretando as uvas encosta acima que depois pisavam até de noite nas exigentes lagaradas. Era este processo que dava origem às pipas de vinho, transportadas depois até à margem do Rio, carregadas nos barcos rabelos e, percorrendo o Douro, chegavam a Gaia, onde o vinho envelhecia para depois partir para o Mundo. Foi essa memória que o Município e o CLDS-3G – Contrato Local de Desenvolvimento Social quiseram proporcionar aos sernancelhenses e, a propósito da Regata dos Barcos Rabelo no Douro, distinguiram cerca de 200 utentes dos Centros Lúdicos com um dia dedicado ao Douro e às suas riquezas.

UTENTES DOS CENTROS LÚDICOS FORAM AO DOURO VER A REGATA DOS BARCOS RABELO

Na memória de muitos sernancelhenses o Douro aponta para um tempo de vindimas, cestos de uvas, lagares. Era para lá que todos os anos partiam, em grande número, muitas vezes famílias completas, para um mês de trabalho, cortando e acarretando as uvas encosta acima que depois pisavam até de noite nas exigentes lagaradas. Era este processo que dava origem às pipas de vinho, transportadas depois até à margem do Rio, carregadas nos barcos rabelos e, percorrendo o Douro, chegavam a Gaia, onde o vinho envelhecia para depois partir para o Mundo. Foi essa memória que o Município e o CLDS-3G – Contrato Local de Desenvolvimento Social quiseram proporcionar aos sernancelhenses e, a propósito da Regata dos Barcos Rabelo no Douro, distinguiram cerca de 200 utentes dos Centros Lúdicos com um dia dedicado ao Douro e às suas riquezas.

Publicado em Notícias 2016
Pág. 2 de 13