A Doçaria Portuguesa - Norte

Livro “A Doçaria Portuguesa - Norte” vai ser apresentado em Sernancelhe no dia 18 de fevereiro

As Cavacas de Freixinho e Fálgaros da Tabosa do Carregal são dois dos doces conventuais que fazem parte do livro “A Doçaria Portuguesa”, da autoria de Cristina Castro. Sernancelhe está ainda representado com as Queijadas de Castanha, produzidas pelo Restaurante Flora, com o selo de autenticidade da Confraria da Castanha, apontadas como um exemplo de uma criação mais recente e que aproveita o maior recurso local: a castanha. Os Fálgaros foram motivo para o artigo do historiador sernancelhense Alberto Correia, publicado na edição de dezembro da conceituada Revista Beira Alta e, em novembro, Cristina Castro levou ao programa “A tarde é sua”, da TVI, as Queijadas de Castanha. No dia 18 de fevereiro, no âmbito do Festival de Sopas, o livro “A Doçaria Portuguesa” será apresentado em Sernancelhe e contará com as intervenções da autora, Cristina Castro, de Maria Luísa Gil dos Santos, que falará da história do Convento da Tabosa, e Alberto Correia, Confrade-mor da Confraria da Castanha.


Livro “A Doçaria Portuguesa - Norte” vai ser apresentado em Sernancelhe no dia 18 de fevereiro


Livro “A Doçaria Portuguesa - Norte” vai ser apresentado em Sernancelhe no dia 18 de fevereiro


Livro “A Doçaria Portuguesa - Norte” vai ser apresentado em Sernancelhe no dia 18 de fevereiro

 

Ler 2235 vezes Modificado em quinta-feira, 09 fevereiro 2017 15:47